14/2/2017 19:04 Temer e vice-presidente dos EUA conversam por telefone sobre comércio e emprego

O presidente Michel Temer e o vice-presidente dos Estados Unidos, Mike Pence, conversaram por telefone sobre as relações bilaterais e interesses comuns para a criação de empregos e estímulo ao crescimento econômico. O telefonema, que partiu do vice-presidente norte-americano, ocorreu nesta segunda-feira (13).

Segundo informações da Casa Branca, Temer e Pence conversaram sobre o fortalecimento da relação Brasil-Estados Unidos e reafirmaram a importância para os dois países de valores como o respeito às instituições democráticas e ao Estado de Direito.

“O vice-presidente e o presidente Temer concordaram em manter-se em estreita comunicação para avançar a visão compartilhada de um hemisfério estável e próspero”, informou o governo norte-americano, por meio de sua embaixada no Brasil. Esta é a primeira vez que Temer conversa com Mike Pence desde que ele e o presidente Donald Trump tomaram posse, em janeiro.

Após a vitória do republicano para a Casa Branca, o presidente brasileiro desejou sucesso a Trump e disse que a relação bilateral não mudaria. 

Edição: Luana Lourenço

Fonte: Agência Brasil - http://agenciabrasil.ebc.com.br


MAIS NOTÍCIAS DE AGENDA



20/3/2018 15:05 CNI apresenta agenda legislativa com 14 propostas estratégicas para 2018

14/3/2018 20:13 Líderes mundiais lançam nova agenda sobre a água e alertam para escassez

21/2/2018 17:02 Intervenção no Rio de Janeiro não é agenda eleitoral, diz porta-voz de Temer

20/2/2018 18:03 Con reforma de pensiones pendiente, gobierno elabora agenda alternativa

8/2/2018 11:08 Temer tem agenda privada em São Paulo

8/2/2018 11:03 Temer em agenda privada em São Paulo

1/2/2018 18:04 Padilha diz que decisão final sobre agenda de votação da reforma é de Maia

30/1/2018 20:03 Rio anuncia agenda de carnaval do Terreirão do Samba com 42 shows em 11 dias

15/1/2018 21:00 Maia defende pacto entre Congresso e governadores para agenda de reformas

6/1/2018 14:01 Tema água precisa estar na agenda do cidadão comum, diz diretor do Fórum Mundial