29/12/2016 18:00 Governo extingue 4,6 mil cargos e calcula economia de R$ 240 milhões por ano

O ministro do Planejamento, Desenvolvimento e Gestão, Dyogo Oliveira, anunciou hoje (29) a extinção de 4.689 cargos em comissão e funções de confiança no governo federal até julho de 2017, como resultado da reforma administrativa. A estimativa é que o corte leve a uma economia de R$ 240 milhões por ano.

Brasília - Ministro do Planejamento, Orçamento e Gestão, Dyogo Oliveira dá entrevista sobre reforma administrativa (Fabio Rodrigues Pozzebom/Agência Brasil)

Ministro do Planejamento, Desenvolvimento e Gestão, Dyogo Oliveira dá entrevista sobre reforma administrativaFabio Rodrigues Pozzebom/Agência Brasil

No total, serão 1.602 funções de confiança e 3.087 cargos de direção extintos. Do início de 2015 até agora, houve redução de 30% de cargos nos ministérios, segundo Oliveira. Alguns cargos e funções já foram desocupados, outros serão extintos gradualmente, em 1º de janeiro, 31 de março e, por último, em 31 de julho do ano que vem.

“Os [cargos] com prazo [de extinção] até março e julho estarão ocupados até esse prazo, porque a transição do serviço público não dá para simplesmente tirar imediatamente as pessoas da função. O órgão tem que reestruturar a equipe para não haver descontinuidade dos serviços. Em alguns casos demos um prazo até julho para que haja a desocupação dos cargos”, explicou.

Livre provimento

Oliveira disse ainda que o governo também trabalha na conversão de 10,4 mil cargos de livre provimento. Nesse processo, cargos que atualmente podem ser ocupados por pessoas sem vínculo com a administração pública passam a ser exclusivos de servidores contratados por concurso público.

“O ganho disso é a melhoria na qualidade do serviço público e a redução da descontinuidade [do serviço] por trocas de pessoas que são de fora do governo e não permanecem nos quadros com o passar do tempo. Já completamos 74% das conversões previstas e dentro dos próximos meses acreditamos que teremos feito todas essas 10 mil conversões”, avaliou.

O anúncio de hoje finaliza a reforma administrativa do governo do presidente Michel Temer. Além da redução de pessoal, foram extintos seis ministérios, em maio. Os ministérios com mais cargos extintos são os da Agricultura (339), do Planejamento (313) e o da Saúde (240).

Edição: Luana Lourenço

Fonte: Agência Brasil - http://agenciabrasil.ebc.com.br


MAIS NOTÍCIAS DE ECONOMIA



15/12/2017 19:00 Linhas de transmissão de energia leiloadas vão gerar economia de R$ 620 milhões

14/12/2017 18:00 Fazenda eleva projeção de crescimento da economia para 3% em 2018

14/12/2017 18:00 CNI vê a economia em crescimento moderado e estima PIB de 1,1% este ano

30/11/2017 21:00 Ministério da Cultura e Sebrae fazem parceria para ações de economia criativa

29/11/2017 13:03 Indicador de Incerteza da Economia subiu 1,8 pontos, mostra FGV

28/11/2017 11:00 OCDE diz que economia brasileira deve crescer 1,9% em 2018

27/11/2017 22:00 Mudança na reforma da Previdência reduzirá em 40% economia estimada pelo governo

21/11/2017 16:00 Cultura pode dinamizar a economia brasileira, diz ministro

9/11/2017 12:00 IBGE revisa PIB e economia teve queda menor que a anunciada em 2015: 3,5%

2/11/2017 12:00 Crise catalã pode causar impactos na economia espanhola, mostra banco



Atendimento Online MF Rural