6/3/2017 9:00 Indicador de Incerteza da Economia recua e atinge menor nível desde maio de 2015

Dinheiro

O índice passou de 127,3 para 118,8 pontos, o menor nível desde maio de 2015 (116,8 pontos)Marcello Casal/Agencia Brasil

O Indicador de Incerteza da Economia, medido pela Fundação Getulio Vargas (FGV), caiu 8,5 pontos entre janeiro e fevereiro, deste ano. O índice passou de 127,3 para 118,8 pontos, o menor nível desde maio de 2015 (116,8 pontos).

O Indicador de Incerteza da Economia é composto por três componentes: na frequência de notícias com menção à incerteza nas mídias impressa e online; nas dispersões das previsões de especialistas para a taxa de câmbio e para a inflação oficial e na volatilidade do mercado financeiro.

De acordo com a FGV, o resultado parece refletir notícias favoráveis, como a redução da inflação e da taxa de juros, além da promulgação da Emenda à Constituição 95, que limita os gastos públicos. No entanto, segundo a FGV, é preciso ter cautela com os resultados, uma vez que fatores externos, o andamento da Operação Lava Jato e contratempos durante a tentativa de aprovação de outras medidas podem reverter a tendência de queda do indicador.

Edição: Valéria Aguiar

Fonte: Agência Brasil - http://agenciabrasil.ebc.com.br


MAIS NOTÍCIAS DE ECONOMIA



15/6/2018 17:31 Temer diz que economia mais forte permitiu liberação do PIS/Pasep

15/6/2018 13:20 Fecomércio: saques do PIS/Pasep contribuirão para economia fluminense

13/6/2018 20:46 Evento internacional discute no Rio economia da bicicleta

11/6/2018 21:46 Guardia diz que economia já se recuperou após greve dos caminhoneiros

30/5/2018 10:46 OCDE estima em 2% crescimento da economia brasileira este ano

16/4/2018 10:00 Mercado reduz projeção do crescimento da economia para 2,76%

12/4/2018 18:00 Projeto da LDO prevê crescimento de 3% da economia em 2019

29/3/2018 9:00 BC mantém projeção de crescimento da economia em 2,6% para este ano

28/3/2018 10:00 Indicador de Incerteza da Economia sobe de 102,5 para 107,7 pontos

21/3/2018 18:04 Banco Central reduz juros básicos da economia para 6,5% ao ano